Recadastramento SUSEP Corretores de Seguros

Recadastramento Obrigatório SUSEP

 

Primeiramente, informamos que os clientes MTM terão o suporte completo e necessário para que tenham seu recadastramento feito dentro do prazo.

 

Informamos que as corretoras de seguros (pessoa física e as pessoas jurídicas), deverão obrigatoriamente fazer o seu recadastramento no site da Susep. Deverá ser anexado os documentos exigidos e o comprovante de recolhimento da contribuição ou do imposto sindical.

 

O corretor que não cadastrar dentro do prazo terá o seu registro suspenso, ficando impedido de intermediar negócios de seguros, capitalização e preidência complementar aberta, até a regularização do recadastramento.

 

O prazo para o recadastramento é:

 

  • Prazo para Corretores pessoa Física: início em 01 de junho de 2017 e será encerrado em 15 de dezembro de 2017;

  • Prazo para Corretores pessoa Jurídica: SUSPENSO 

    Conforme o disposto na Circular Susep 567, de 27 de fevereiro de 2018, publicada nesta quarta-feira, 28 de fevereiro, no Diário Oficial da União (DOU), a Superintendência de Seguros Privados suspendeu o início do prazo de recadastramento para as sociedades corretoras, antes estipulado em 1º de março.

    A medida ocorre em função do aprimoramento do sistema interno de recadastramento da autarquia. Tão logo as adequações no sistema sejam realizadas, a Susep informará a nova data para o início do processo.

 

 A Circular Susep de nº 552, dispõe sobre o recadastramento dos corretores de seguros:

Os corretores e as sociedades corretoras de seguros deverão se recadastrar, por meio de solicitação específica, gerada no sítio eletrônico da Susep, na rede mundial de computadores, na qual serão informados seus dados cadastrais, de seus prepostos e filiais, e anexados os documentos digitalizados, no formato PDF, exigidos pela Circular Susep nº 510.

 

Antes de iniciar seu recadastramento, tenha os seus documentos abaixo relacionados, devidamente digitalizados no formato PDF, exigidos pela Circular Susep n.º 510, de 2015:

  • carteira de identidade, válida em todo o território;
  • comprovante de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas – CPF;
  • comprovante de quitação com a justiça eleitoral ou recibo de votação da última eleição;
  • comprovante de quitação com o serviço militar, quando se tratar de brasileiro com idade entre 18 e 45 anos;
  • comprovante de residência ou declaração de endereço, firmada pelo próprio, nos termos da Lei nº 7.115/1983;
  • certificado de aprovação no Exame Nacional de Habilitação Técnico-Profissional para Corretor de Seguros ou no Curso de Habilitação Técnico-Profissional para Corretor de Seguros, promovido pela Funenseg ou por outra instituição autorizada pela Susep ou, comprovação de outra forma de habilitação prevista na Lei n. 4.594, de 1964;
  • Comprovantes do recolhimento da contribuição ou imposto sindical, do período de 2013 a 2017.

CONSULTE AQUI A TUA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL PF E A PJ

 

CONSULTE AQUI OS VALORES DAS CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS CASO TENHA EM ABERTO

 

CLIQUE AQUI PARA IMPRIMIR TEU BOLETO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

 

 

 

 

 

MTM Assessoria Contábil - Rua Sete de Abril, 154 - Bloco IV - Sala 207 - República - São Paulo